Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bienvenue Blog

O lugar secreto de escritos, artes, disparates, filosofias vãs, musicalidade de alma e merchan de segunda categoria.

Pensando em contos e aforismos

por Laura SaintCroix, em 16.05.17

Bonjour!

 

Ontem, domingo, foi dia das mães.

Foi um dia feliz pra minha mommy, por algumas razões particulares, e eu fiquei feliz em vê-la feliz. Tenho certeza de que ela sente falta da nossa obaa-chan, mas tenho também certeza de que a vovó está olhando por nós, num lugar muito bom.

 

Ontem foi dia de tretar, no bom sentido e nem tão pesado, com o pessoalzinho que gosta de, com o perdão da palavra, cagar regra na vida alheia. Cara, seja o que cê quiser, só não seja chato. E olha que eu sou chata. Eu tinha escrito um bom texto para isso aqui, coloquei até os pensamentos no lugar, mas apaguei, nem vale o post.

Ah, teve um escritor, sabe Deus de onde e que vale a pena falar sobre, que discursou puro preconceito e, em especial, homofobia, não sei onde. Só sei que chegou até mim e eu mais que depressa fi-lhe o favor de me oferecer para ser bloqueada. Postei veadinhos, ele ficou hyaku percent putasso. Foi engraçado, rimos, levei block.

 

Queria ter feito uma poesia para minha mãe, mas infelizmente, para poesia, tem que haver um quê a mais, e minha cabeça está atrelada a outras coisas.

Preciso escrever meu capítulo do livro (que alcançou maravilhosas 70k palavras), quero fazer um livro de contos de vampiros , quero também fazer um livro de aforismos vampíricos em estilo paródia, eu não sei porque isso me ocorreu, hahaha. Vou ver se consigo.

O mais provável é que eu escreva/transcreva mais um conto de vampiro. Estou com uma preguiça e com sono porque fui acordada às 5hrs da madrugada e não preguei os olhos desde então. Não teria problema, fosse essa minha rotina e eu não tivesse ido dormir à 1 da madrugada. Eu dormi só 4 fucking horas.

 

Bye bye.

Cara da postagem, RR71:

sonoman.png

Apesar de agradecer de coração quem comprou a revista e mostrou para os amiguinhos que não puderam comprar, os scans não estão tão bons, então editei um pouco.

Mas tem uma das fotos que é A foto. Vou colar na parede.

Na parede do meu coração.

Desculpa, de vez em quando o tiozão do pavê sai de dentro de mim.

 

Beijos.


welcome to bienvenue :D

por Laura SaintCroix, em 07.05.17

Que, traduzindo, fica Bem vindo ao Bem vindo.

Bonjour. Eu precisava fazer uma apresentação pro blog pra uma tag ali em cima. Essa é a apresentação.

O blog é de caráter pessoal, costumo falar sobre visual kei, escrita, pintura (óleo sobre tela, aquarela), desenho (grafite, nanquim), animes, coisas favoritas, coisas não tão favoritas... E tem rosas. KAMIJO, um monte de KAMIJO também. E jogar conversa fora com o eco da minha própria voz.

 

Produzo conteúdo original. Escritos diversos, e isso inclui poesias, contos (só não escrevo crônica porque não gosto), etc. Tem merchandising dos meus livros. Posto pinturas, embora faça com mais frequência no Instagram.

Dentre o conteúdo original, há coisinhas diversas que volta e meia posto. Tinha cursor para windows, se caçar ainda acha. Há shimeji, que são mascotinhos de desktop. Pode surgir brushe de Photoshop e qualquer coisa que eu ache bom postar. Produzo Wallpapers do Versailles para a KAMIJO ROYAUME, meu fã clube que tenho há sete anos, cujo antigo nome era Fiançailles Royaume, e mais antigo ainda - época de orkut - Bonjour Honey Fiançailles Donation / Avatares. Fiz amigos preciosos nesse lugar.

 

Mas filosofar sobre escrita e pintura é o que eu mais faço. A tag é bla bla bla.

 

Bienvenue Blog. Theme Tag, SAPO Blogs. 2011 - 2017, por Laura SaintCroix.

Postagem sobre mim AQUI.

 

Imagem para a cara da postagem.

tumblr_lg69uieoIw1qcb6uoo1_500.jpg

É uma das fotos que eu mais amo na vida.

 


geisha return plus borboletas azuis

por Laura SaintCroix, em 07.05.17

O retorno.

Quis mudar tudo. Fiquei um dia inteiro caçando nome. No fim, ficou o mesmo. Acho que gosto, ou porque não consigo mudar algo que está há seis anos ali. Post curto, só para apresentar template novo. Caso alguém venha a ler, eu não vou responder chat agora, estou cansada porque fui visitar família em Perus, e foi bem longe. A verdade é que mesmo a mudança de energia e ambiente me deixa cansada. Mas estou bem. Espero que também estejam.

Matenrou Opera fez dez anos de banda. Eu acompanho os caras há sete. Isso é mais da metade, me sinto orgulhosa. E mais, sinto orgulho deles. São realmente ímpares que merecem toda a dádiva da sua audição e coração.

 

Kanpai! (mesmo que eu não beba)


O que aprendi sobre aquarela esses dias

por Laura SaintCroix, em 15.04.17

Primeiramente, que eu sou meio lerdinha.

Segundamente, que eu estou morrendo de saudades de escrever!

Pintei aquarela quando ganhei, depois em tela uns tempos, depois fui para caneta nanquim e desenvolvi arte para o meu furuto ebook, fiz um booktrailer no photoshop, depois voltei para aquarela... O que significa que há meses não escrevo!

Fiz umas páginas entre um arroubo e outro, mas nada muito significativo em quantia.

 

Aprendi que papel de aquarela tem lado para pintar. Francamente, primeiro pensei que era gramatura que estava errada, depois que era a cor (diferença entre branco e creme), e agora descobri a verdade: eu não havia percebido que andava pegando as folhas ao avesso. Fui pesquisar por ter achado estranho a razão ser a cor. Então a verdade veio.

Eu não sou tão ruim em aquarela, eu sou só meio lenta e azarada. (O lado certo sempre tem umas ranhuras/ruguinhas a mais! e o avesso é mais liso, mesmo nas folhas lisas)

Aprendi combinações de cores que ficam legais e não enjoativas também. Aprendi a usar o roxo. Hoje, meu último achievement foi fazer o cabelo do Rin sem estragar tudo. Vitória.

Aprendi também que eu não curto muito a folha branca.

As cores da pele do Rin ficam bem mais legais no papel creme. E, agora estranhamente, o papel creme meio que não escurece com a água. O branco, sim. E isso atrapalha um pouco, ter que esperar secar. Ah, é claro, é que esses papéis não são os tão próprios, gramatura 150. Mas o creme não enruga quase nada, o branco enruga mais, mesmo a gramatura sendo a mesma. Acho que o pólen é naturalmente mais duro, sei lá.

 

Eu não tenho como - nem por quê - pedir aos meus pais um papel mais proprício, o preço não é agradável e meu ramo principal é a pintura em tela. Mesmo que eu esteja amando aquarela, a probabilidade de haver venda para isso aqui é mais baixa que tela, eu acho. Não vou oferecer esse serviço, tampouco.

Faço aquarela por pura troça e vontade. Quero aprender o maior número de pinturas que me for possível, eu também pinto em tecido, quero aprender a pintar em vidro um dia, e porcelana. São pinturas bem mais delicadas.

 

Mas há esse papel creme, e nas oportunidades que eu vejo ele à venda, eu pego. O preço é 12 à 14 ou 16, depende do humor do Extra. Agora já aprendi que o creme é mais agradável para pintura, para a minha pintura.

 

Aprendi também que o papel absorve o óleo da sua mão, e que se for o caso, deixa até sua impressão digital. Sim, meus desenhos são meus, sem dúvida, tenho prova disso.

 

Aquarela é uma coisa bem mágica. Upei algumas no meu Dev. :B

Desenhinho sem censura porque, né, é o meu blog.

Esse é meu preferido.

aquarela_rin_esqueleto - Copia.png

Não sei o quanto vai durar esses arroubos, quero prosseguir, mas quero ideias. Ainda há o que eu queira realizar para mim (eu gosto de desenhar o Rin, na verdade isso é automático, mas estou com vontade de fazer o Sono).

 

As pequeninas aqui embaixo são feitas em papel branco.

 

C9apm2UW0AAxPJ9.jpg large.jpg

Acho que vou deixar o branco para grafites.

 

Beijinhos, té mais.


Me sentindo o Stitch

por Laura SaintCroix, em 19.03.17

Bonjour! Por incrível que pareça, estou escrevendo mais cedo.

O sentimento é o do Stitch quando ele faz AAIUYEHERGHSRGGRRRR quando vê que a nave espacial é de brinquedo.

25 pessoinhas baixaram meu livro de graça ontem, e eu estou torcendo para que ao menos uma delas leia mesmo e deixe uma estrelinha na Amazon (pode ser só uma mesmo, não precisa ser cinco, pode até ser metendo o pau, mas que fale o porquê disso). Eu estou carente e quero ser notada. *sapo psicótico intensifies*

 

Estou preparando surpresinhas para o livro principal. Vai ficar incrível.

Meu amigo estava me ajudando com o Sigil, programa de epub. Ele disse "o programa é bem intuitivo". Eu abri o programa e QUÊ? hahahaha

Penei um pouco, mas estamos indo. Só preciso saber que código/botão é usado para deixar letrinhas capitulares. Letras capitulares são amor puro.

 

Imagem para a cara do post.

 

a0780c2e31eda76105f770c880c731cc.jpg

Isso me lembra de uma coisa.

Há anos mamãe e eu vamos ao Extra Hipermecado de Sorocaba, todo mês.

Uma vez uma das mulheres que trabalha lá comentou comigo que gostava do Stitch, e não lembro se ela pediu um desenho (porque eu estava comprando folhas) ou se fui eu quem ofereci, mas eu desenhei o Stitch para ela.

Desde então se passou acho que até um ano ou dois anos, eu nem lembro. Me lembrava que eu tinha desenhado para alguém, mas não lembrava quem.

Esses dias fui ao Extra de novo e a mulher, que estava trabalhando na Padaria, me reconheceu e disse que o Stitch que eu tinha desenhado estava pendurado com o maior carinho. Eu achei muito incrível ela ter se lembrado de mim, e ter guardado o desenho, porque eu não tenho uma boa memória para fisionomia. Quando alguém se lembra de mim, eu fico realmente surpresa, porque eu jamais me lembraria da pessoa. Eu lembro o que eu fiz para ela, e que essa pessoa foi gentil, mas não lembro da fisionomia.

Se eu encontrar ela de novo, acho que a reconheço dessa vez.

 

O artista do desenho acima é desconhecido, mas se um dia souber quem é, edito o post.

 

Bye bye.

 

[LINK MAROTO DE MERCHAN PARA O LIVRO EROTISMO E O FIM DA VIDA NA AMAZON! CLICA CLICA CLICA CLICA]