Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Bienvenue Blog

Maresia de inspirações, disparates, aventuras, desabafos, misturas. Aquarelo por aí também. Mantendo a alma livre o mais que posso.

Bonjour! ~

Estou, ou estava, tomando suco de uva integral. Eu já adorava isso e, depois de ler sobre os benefícios, fiquei ainda mais feliz. Só queria que fosse um pouco mais barato, hahaha.

 

Retomei a escrita, já devo ter falado isso, e é o livro bio-punk, estava criando agora há pouco alguns detalhes antes de prosseguir.

Eu anoto coisas de forma avulsa em cadernos, criando detalhes que saem mais fácil da cabeça com uma caneta que digitando no notebook. É divertido, porque eu desenho junto, e fica uma coisa doida que eu consigo entender às vezes. Às vezes.

Então, para o documento do livro, anoto entre colchetes. Estava conversando com a Yasu-chan sobre isso, que cada um faz de uma forma. Acho que não há fórmula para fazer o cérebro de cada um funcionar que funcione para o cérebro de outro. Alguns podem coincidir, ou dizer que a maioria faz assim, mas vai saber os detalhes...

 

aaaaaaaaaaaaaaa.png

O arquivo tem nomes censurados para um bem maior (o da surpresa), aproveitem a palhinha do livro VI, haha. Se eu esqueci de censurar algo, ignorem. Nem se lembrarão mesmo. Cliquem na foto para abrir na outra guia, e cacem a lupa para 100% da visualização. Outra que não dá pra entender nada se estiver por fora. Uma coisa não parece muito ligada à outra, não é?

 

Minha forma preferida quando a ideia está "enroscada" e precisa nascer verdadeiramente é usando uma caneta. A caneta é uma que eu usurpei carinhosamente da minha tia quando passei uns dias lá, hahaha, é uma caneta preta muito forte que acho que já era até para ter acabado. Vou olhar a marca e ver se compro outra, eu amo canetas pretas com escrita forte. Azuis e vermelhas são para raros destaques nas anotações malucas.

 

Também anoto no iPhone, nas notas do notebook. Ou no arquivo do próprio livro se forem notas que não precisem de nenhum desenvolvimento.

 

É bom ter pontos chave para escrever, porque depois você só encaixa no livro através de frases ou fazendo algum mistério. Eu me sinto e sentiria estranha se me chamassem para algum tipo de seminário ou palestra, porque me parece tão comum anotar as coisas assim que não é bem uma técnica a ser explanada, hahahaha.

 

Só estava com vontade de escrever no blog.

 

Uma foto aleatória de um samurai-san.

 

TzziDnMqor0.jpg

É de algum lugar, minha memória de merda está quase lembrando de onde. Parei de tomar omeprazol porque uma colega disse que prejudicava a memória de curto prazo, e de fato, eu estava pior quando tomava. Mas descobri que eu não lembro muito bem das coisas mesmo.  *sapo nerd intensifies*

 

Só do que me interessa muito, mas por exemplo, hoje de manhã esqueci de comprar um par de chinelos novos, porque o meu eu fiz o favor de arrebentar. Francamente, as coisas arrebentam facilmente hoje em dia. Isso foi gancho para uma conversa filosófica de "oh, arrebentam como os laços humanos", mas eu vou me abster, hahaha.

 

Bye bye. Vou arrumar minhas anotações, eu realmente não gostei da cura para uma das doenças do livro. Achei um motivo muito fraco e pouco crível, e isso é péssimo e broxante.