Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Bienvenue Blog

Maresia de inspirações, disparates, aventuras, desabafos, misturas. Aquarelo por aí também. Mantendo a alma livre o mais que posso.

Crisis Core FFVII | 6.1 | Final

por Laura SaintCroix, em 28.03.16

Olá de novo! ~

 

Terminei de jogar Crisis Core. Faz uma meia hora ou mais.

Eu sou uma pessoa meio difícil de se emocionar com as coisas, tem uma muralha aqui... *Yzma feelings*

Mas Crisis Core superou o quanto eu tinha chorado com Skyward Sword. Faço questão de dizer isso primeiro, detalhes mais à frente.

Não leia isso, definitivamente, se não quiser perder a graça do jogo. Eu vou dizer com detalhes, porque está bem vivo na lembrança. Desculpem, isso não é muito bem uma resenha, é mais uma narrativa, mas é legal pra quem não quer jogar/não tem como jogar saber o que acontece, mesmo que por escrito.

E porque eu gosto de fazer assim. Não sei muito bem fazer de outro jeito, não sei ser impessoal aqui.

 

Eu não fiz mais missões porque eu vi que não tinha muito o que mais ficar mais forte (?). Meu ataque tirava 9000 de cada cara, sem levar a defesa muito em conta, que por mais que fosse alta, tirava 6000 de dano. Graças às materias, é claro, mas tirava.

Fui pro Genesis através de um portal de luz. Portal da Separação, acho.

Lá ele me disse que o verdadeiro "presente da deusa" era... O ponderamento no próprio mistério em si. Tanto eu quanto o Zack não entendemos. Disse também que era o ato de LOVELESS se cumprindo, porque era dito que o Herói, o homem que vaga e o ladrão (se não me engano) se encontrariam, e na interpretação dele, o Herói era o Sephiroth, o homem que vaga era o Angeal e etc, e os dois estavam no Zack de algum modo, pelas células JENOVA e pela espada e espírito de honra. Achei essa parte muito interessante e bem emendada com os atos de LOVELESS.

O Zack tentou ajudar o Genesis. Ele tentou o mais que pode conversar com ele, mas não deu. Ele começou a dizer que o ato final da trama era a lifestream, então ele virou um montro de armadura e espada gigantes.

Nisso, Zack tinha que golpear a espada e foi fácil, porque ele não fez mais que isso. Depois teve um mano a mano e o Genesis perdeu porque estava fraco, me deu a maior dó. :(

Depois o Zack pegou ele no ombro, porque ele é um mocinho valoroso, e o levou dali e o pôs sentado na cadeira em que o Cloud estava. Do lado, estava o Lazard, que disse que eles tinham sido atacados pela Shinra, mas que teve ajuda daquela criatura que estava na Igreja, que tinha ajudado a Aerith e ele a se defender de uma máquina da Shinra. Ele ajudou ali e desapareceu junto com o Lazard, depois que o Genesis acordou... Ele acordou, aliás, porque o Zack deu uma maçã de Banora pra cada um comer, pôs uma no colo do Cloud, uma pro Genesis e uma pro Lazard, mas só ele podia morder a maçã... Eu sorri nessa parte, porque ele tem um coração lindo. Genesis disse que encontrou o verdadeiro presente da deusa, e eu fiquei boiando, porque talvez ele se referisse à amizade dele com o Angeal. (EDIT: estava a ler algo numa wikia aleatória e parece que foi porque o sonho do Genesis era que o Sephiroth experimentasse uma das maçãs, ou mesmo que um herói a experimentasse, lembro de ter lido isso num diário ali em Banora, e o Zack fez isso, direta ou indiretamente. Seria esse o presente da deusa? Ter um sonho realizado?)

Depois de sumir, o bicho deixou uma carta.

Eu comecei a chorar daí. A carta era da Aerith dizendo que fazia quatro anos que ela escrevia cartas e que ela nem sabia mais pra onde mandá-las... Mas que desejava que pelo menos essa chegasse ao Zack, pra saber que ela estava lá, esperando.

Meu coração desmontou com isso, mas eu segui firme, e o Zack também, porque achou um desaforo fazer quatro anos que tudo aquilo havia acontecido em Nibelheim. Ele pegou o Cloud nas costas e partiu, deixando o Genesis ali sentado.

DAÍ apareceu algo interessante. Eu reconheci as vozes porque joguei Dirge of Cerberus, e se não me engano, não estou enganda (?). Eram o Nero the Sable e o Azul the Cerulean falando que tinham vindo buscar o que se tornaria mais um irmão deles. DAÍ A LIGAÇÃO ENTRE OS TSVIETS E O GENESIS, no final, quando o Genesis pega o Weiss do buraco.

Achei a emenda legal também. Por pouco o Genesis não surge pra perturbar a já perturbada vida do Vincent.

 

Depois disso o negócio desandou. Eu desandei. Tseng disse à Cissnei que QUERIA OS DOIS VIVOS. Ele disse que a armada da Shinra já tinha saído e que era para os Turks encontrarem eles antes porque ELE TINHA 88 CARTAS PARA ENTREGAR PARA O EXPERIMENTO FUGITIVO.

Ele estava com todas as cartas da Aerith para entregar a ele, cara... Tseng, mesmo gostando da Aerith também. Isso é honra.

Mas porque o Reno e o Rude são lerdos nos helicópteros, não viram o caminhão no qual o Cloud e o Zack viajavam, nem viram quando eles desceram na encosta de uma montanha. Zack colocou o Cloud sentado e saiu, e o Cloud acordou e esticou a mão... ;;

Daí eu achei uma crueldade infinita dos desenvolvedores fazerem o Zack lutar, ou melhor, você lutar usando ele, óbvio. Vocês, a menos que tenham jogado (ou jogado algo parecido), não sabem a sensação que dá você saber que não vai dar e mesmo assim lutar até a exaustão, eu estava literalmente soluçando de tanto chorar porque sabia que não ia dar, e mais ainda porque o DMT (a roleta de nomes e memórias que me ajudava com poderes durante as lutas) ESTAVA SE APAGANDO. Ele estava perdendo as memórias... Eu não consegui nem usar meus itens e recarregar minha vida depois de um tempo, e quando fui acertado pra "morrer" entrou outro filme, onde três soldados o cercavam e ele tinha que golpear os três, mas ele não conseguia nem erguer a espada...

Então todos sabem o que ocorreu, eles o fuzilaram. A última memória do DMT é a Aerith, com ela dizendo "Helloooo", como quando ela tinha acordado ele na igreja.

Daí aparece o Cloud se arrastando até ali... E o Zack diz a ele: "Você é o meu legado vivo. Meus sonhos e minha honra são seus" ou algo assim, e dá a Buster Sword pra ele.

Eu chorei mais e mais com o grito do Cloud, e com o abraço que o Zack dá nele...

E depois, há uma cena que, mesmo eu, no fandom, não havia visto. O Angeal, a alma dele, vem buscar a alma do Zack no momento em que ele parte.

Tem a Aerith sentindo a morte do Zack também, de longe... E ela estava vestindo rosa, como numa das lembranças do DMT quando ele diz que eles deveriam fazer uma promessa pra toda vez que se encontrassem, por exemplo, que ela deveria usar sempre rosa quando se vissem.

E daí o Zack pergunta "Você diria que eu me tornei um herói?"

Eu disse tanto "SIM" que eu nem sei mais. Depois vem a trilha sonora e mata você um pouco mais (eu continuei chorando graças à música da Aerith, obrigada senhores desenvolvedores)...

No finzinho há a cena de início de FFVII, só que com gráficos melhores, a Aerith na LOVELESS Avenue e o Cloud dizendo "Eu sou Cloud, 1st Class SOLDIER" em cima do trem, que me fez chorar mais.

Sim, eu começo a chorar e não paro, por isso esse jogo ultrapassou Skyward Sword. Eu pensava que eu ia chorar só no finzinho, quando o Cloud falava com ele, mas não, o jogo me pegou mais cedo de jeito. Eu fiquei acho que o final inteiro soluçando, meu Inglês está realmente muito bom porque eu entendi as falas (escritas) mesmo nesse estado, hahahaha.

 

Agora sem ser a narração, mais objetivamente, tl;dr: achei o jogo sensacional, mas um pouco curto. Dava pra ter "enrolado" mais e posto mais história, tem bastante personagem, poxa. E fiquei com alguns summons sem aparecer e só com 60% de completo de alguns personagens... Mas acho que dá pra continuar porque, plus, apareceu a tela de save depois do fim! Então eu salvei noutro slot, pra preservar o primeiro pra qualquer infortúnio. Fiz loading no slot novo que estava escrito GAME CLEARED (um milagre!) e comecei nele pra ver o que dá. Comecei no very hard agora, vou ver se não apagaram meu progresso.

Bem, o que mais... Gostei infinitamente das cenas e história do Sephiroth, deve ter dado pra notar.

Gostei muito do esquema de jogabilidade, até das câmeras, depois que se pega o jeito. Adoro tird-person, gosto de ver o personagem, ainda mais quando ele é uma graça como o Zack.

Amei a história, curti conhecer o Genesis e o Angeal, que me foi uma surpresa, já que não falam muito dele. Gostei pacas dele, ah... O Zack chorou quando o bicho desapareceu (ou o Lazard, não me recordo bem), mas eu quase chorei junto com ele, porque a carinha dele chorando mata nosso coração à facadas.

Curti pacas os trechos na fura em que tive que atirar com um rifle, hahahaha. Teve isso também. E da trilha sonora no violão durante as viagens, muito boa.

A trilha sonora desse game é ótima, como do FFVII também.

 

É isso. Vou deixar alguns prints aqui, quando eu consegui apertar o botão no meio do olho aguado, hahahahaha.

Genesis teve uma visão da deusa do conto (eu interpreto assim).

ULUS10336_00021.jpg

ULUS10336_00022.jpg
Aqui é ele deixando o Cloud numa encosta. Cloud levantou a mão e reagiu, tipo "Não me deixe, não vai"...

ULUS10336_00026.jpg

Aqui é o Zack se preparando para enfrentar todos os soldados da Shinra. SEUS PALERMAS, ELE ENFRENTOU MIL SOLDADOS NUMA MISSÃO, ISSO AÍ NÃO SERIA NADA SE AQUELE HOJO NÃO TIVESSE FEITO MERDA NO CORPO DO ZACK. Uf, desabafei.

ULUS10336_00028.jpg

ULUS10336_00030.jpg

ULUS10336_00031.jpg

Aqui é a cena final, mas eu printei o Cloud, porque aquela cena do Zack caído... Eu tentei tirar um print, saiu tremido, eu não apertei de novo porque todo mundo printa aquela cena.

A coisinha fofa. ;;

É de cortar o coração demais.

ULUS10336_00034.jpg

ULUS10336_00035.jpg

 O print que tirei do Zack foi dele sorrindo...

ULUS10336_00036.jpg

 E esse aqui é o final, final mesmo, depois dos créditos.

 

ULUS10336_00037.jpg

ULUS10336_00038.jpg

ULUS10336_00039.jpg

 

CHEGUEI NO FINAL DISSO, CÁSPITA. EU FINALMENTE SEI DA HISTÓRIA.

Estou tão feliz e triste ao mesmo tempo.

 

"Embrace your dreams... and whatever happens, protect your honor as SOLDIER."


Crisis Core FFVII | 6

por Laura SaintCroix, em 28.03.16

Bonjour!

É o 6, mas não fiz muito hoje, por enquanto. Estava fazendo missões, não sei se vou conseguir acabar as missões...

Estou com 50% concluído.

Zack se encontrou com um anjo que parecia o Angeal, mas era uma cópia dele, que na verdade era o Lazard (o diretor, lembram? Ele ficou "do bem" depois de se transformar num Angeal de cabelo branco). O que indica que o Angeal talvez também degradasse assim como o Genesis.

 

Aliás, Genesis parou o Zack no meio do caminho de fuga (depois que ele e o Cloud foram ajudados pela omissão da Cissnei, nunca felei dela, mas é uma guria legalzinha que curte o Zack)... Onde eu estava? Ah, Genesis, bem, ele parou o Zack no meio do caminho pra roubar o cabelo dele, hahahaha, mas não deu certo, uma das cópias do Genesis, já de cabelo branco, comeu o cabelo do Zack (Zack ficou estarrecido hahahaha) e deu ruim, ele virou um monstro.

 

Agora eu estou no subterrâneo de Banora, que foi incendiada, e estou numa lagoa bem sinistra, cheia de cristais de lifestream. Tinha monstros também, mas o Zack matou todos porque ele é um menino mau.

 

O mais importante é que, enquanto o Lazard está olhando pelo Cloud lá fora, eu recolhi de baús muitas materias da "deusa". São vermelhas, eu não sabia o que era, mas eram para colocar num altar e abrir um portal. Há três ou quatro lápides com os atos de LOVELESS que o Genesis venera, até que curti.

Genesis é um coitado, era um rapaz bom também, mas o desespero da degradação acabou com ele. Essas malditas experiências... Não sei se vai dar pra salvar ele, de algum modo.

 

Bom, fui para outro lado, oposto ao do portal que eu abri com as materias da deusa, porque tenho certeza que ali é o final do final. Acabei encontrando um Bahamut aprisionado (não tenho certeza se o nome é Cerberus ou Bahamut), e tinha que encontrar um monte de chaves para abrir e chegar até ele. Eu consegui e vou enfrentá-lo.

 

God, eu não sei como vai ser, sinto que é o final e estou com medo.

 

Na imagem abaixo, eles fugindo; Cloud vestido com a roupinha de SOLDIER que o Zack encontrou na mansão. Ele o vestiu porque o uniforme da infantaria estava cheio de mako. Ele quis que ele se recuperasse logo da intoxicação...

Mas pra isso tem que pegar a chave do doutor caído no chão, hahaha. Eu demorei pra sacar.

 

ULUS10336_00019.jpg

 


Crisis Core FFVII | 5.1

por Laura SaintCroix, em 27.03.16

Boa noite!

Quantos feels, Sephiroth já se trancafiou na Shinra Manor, também já saiu, já incendiou tudo... É tão triste.

Todo mundo fala da luta de FFVII e o quanto o final é épico, mas ninguém fala das cenas de Crisis Core, que cara, que coisa linda. A dublagem em Inglês do jogo também é magnífica, inspira muito sentimento. Sephiroth falando com a "Mãe" dele, ohhhh... Embora ao mesmo tempo é um tanto... apaixonante.

MAS o que eu mais gostei, ou melhor, gostei de outra maneira, sem ser pela emoção "triste" da coisa, foi o Cloud entrando, que impressionante! Ele, de quem menos se esperava, ele, que nem acreditar em si mesmo acreditava de início, fez tudo aquilo!

É por isso que amo o Cloud, ele é tão corajoso e tão humano! Vocês precisam jogar essa bagaça só por essa cena.

 

Agora quanto à luta com o Sephiroth: EU NÃO ESTAVA PRONTA PRA ENFRENTAR ELE NESSE JOGO TAMBÉM. Ninguém me avisou que eu ia ter que lutar contra ele. Ainda bem que o Zack estava preparado, porque eu não.

 

Depois disso, feels, feels everywhere. Hojo é um puta de um folgado. Cloud e Zack estão perfeitamente vivos, você não tinha que pegar ninguém pra fazer experiência, cacete.

Como eu detesto esse Hojo, hahahaha. Ele arruinou a vida de 50% dos personagens, senão mais.

 

Zack carregou o Cloud para fora da Shinra Manor, e eu estou agora parada num save para fazer missões antes que, sei lá, não dê mais... Eu estou com um medinho. Eu quero passar mais tempo com o Zack, mas já sei do final, então... Eu estou com medo até de não ver a Aerith.

 

Viram, gente, é assim que se faz um jogo, você quer dar final nele, mas não quer que ele acabe. ;;

 

Mas sério, o grito que o Cloud dá na hora de atacar o Sephiroth... Minha pobreza de adjetivos só me faz falar "impressionante". (Mas juro que no meu livro eu sou melhor, eu juro)

 

Eu consegui salvar a mãe do garotinho das chamas. Lembram-se da sexta maravilha? Era essa. A sétima é a própria Nibelheim, segundo o garoto, que foi reconstruída pela Shinra provavelmente porque estavam sem capital pra tacar outra bomba no lugar.

 

ULUS10336_00011.jpg

ULUS10336_00013.jpg

ULUS10336_00014.jpg

 

Aquele fotógrafo em Nibelheim sobreviveu e tirou fotos do Sephiroth.

 

ULUS10336_00009.jpg

Com variações de pose.

elmo-xablau-gif-fire-1621934-sephiroth.jpg

(Brincadeiras à parte, é que eu acho esse elmo muito gracinha, hahahahahaha)

 

Tudo falta de explicar pro Sephiroth quem ele era desde o início. Talvez ele só tivesse matado o Hojo ao invés de um monte de gente.

 

E olhando esses prints de novo... Os olhos do Zack são tão lindos.

Ah, especificando uma coisa aleatória: eu gosto muito da amizade do Cloud e do Zack, mas eu não sou "shipper" deles, okay? Nada contra, só dizendo mesmo pra evitar a fadiga, hahahaha. Embora goste de fanarts quando o traço é adequado ou está "fofo" de alguma forma, há exceções. Eu acho que a amizade é algo lindo, não precisa ser mais que isso porque isso em si é puramente amor, é genuíno.

Acho que dá pra entender.

Não confiem em mim no meu blog digitando, eu juro que digito melhor no meu livro, eu juro...


Crisis Core FFVII | 5

por Laura SaintCroix, em 26.03.16

Bonjour!! ^^

 

Hoje eu vou sair depois, então é provável que seja só essa postagem.

 

Oh my, eu estou indizivelmente com pena do Sephiroth.

Ele está completamente confuso e o Genesis vem e diz aquelas coisas, cara, a mãe dele é a Lucrecia seu demônio! JENOVA só doou algumas células.

Ele não é um monstro.

 

Ele está nos porões da Shinra Manor agora... Estou com dó de continuar o jogo porque sei que deve estar próximo do final e que ele vai pirar na batatinha agora.

Estou com dó porque não sei se vou ver a Aerith de novo...

 

O Cloud quase vira do avesso por ser atacado, tadinho, protegeu a Tifa.

E a Tifa é uma gracinha, eu adoro ela.

A trilha sonora de Nibelheim é muito tensa, dá um frio no sangue que algo vai acontecer...

 

Eu fiz com muito custo aquelas trilhas de Sete Maravilhas, estou na sexta, que é algo com fogo E ISSO SÓ PIORA A MINHA SITUAÇÃO. Fogo... A cena clássica do Sephiroth.

 

Tudo culpa do Genesis, que eu também estou com dó, mas com bem menos dó que do Sephiroth. É sério, Sephiroth subiu no meu ranking de personagens preferidos de Final Fantasy VII (que até agora eram dois, hahahahaha), junto com o Zack, porque quem nesse mundo não gosta do Zack? Não é à toa que ele é o preferido dos japoneses.

Achei a mansão muito linda, como em todos os jogos. É muito bem construída e detalhada.

Ah, e acho bonitinho que o Cloud não tem "coragem" de falar as coisas pro Zack, então ele manda e-mail, hahahaha, isso é o cúmulo da fofura.

 

E falando em coisas fofas, ZACK ACHOU ALGUÉM DORMINDO NUM CAIXÃO NOS PORÕES. QUEM SERÁ, NÉ?

Queria que o tivessem mostrado, ia ser a coisa mais linda, hahahaha.

Eu não sou uma garota mórbida, eu juro. Esse trecho era parte das Sete Maravilhas.

 

Não há mais nada que eu tenha feito, se me lembrar, eu edito a postagem, como já fiz todas as outras vezes.

AHH, não sei se disse, mas consegui fazer a carrocinha da Aerith, mas acho que já disse isso.

Ja nee.


Crisis Core FFVII | 4.2

por Laura SaintCroix, em 25.03.16

[SPOILER ALERT]

Oh my God, Angeal... ;;

A carinha de tristeza do Zack cortou meu coração.

E descobri que o Sephiroth estava errado, não era Project G de Genesis, era de Gillian, a mãe do Angeal, que implantaram células JENOVA nela.

Não devem ter querido que o Sephiroth misturasse as células dele que eram boas no Genesis aquela vez... é isso? Porque o Genesis meio que "deu ruim", diferente do Angeal, que saiu legal.

Mas a honra dele não o deixou viver se sentindo um monstro. Isso foi lindo e simultaneamente sofredor, porque ele não era visto como um monstro mesmo. Aliás, a mãe dele se matou, não foi ele nem o Genesis que o fizeram. Acho interessante que eles não esquecem de nenhum detalhe na resolução da trama, e que trama! Estou me divertindo, hahaha. Minha mãe que me ouça.

 

OH MY GOD, EU CONHECI O CLOUD, EU CONHECI O CLOUD, É TÃO AMOR, EU ESTOU TÃO FELIZ, ELES ATÉ FALARAM UMA FRASE JUNTOS.

 

E achei lindo a Aerith abraçando o Zack. Com ele chorando...

E a evolução dele também foi linda. Um cabelo mais longo, uma cicatriz, eu nem esperava isso. Muito legal a passagem de tempo.

Vou deitar em posição fetal aqui rapidão... ;;

O bom é que ganhei a Buster Sword de lembrança... Cara, o peso dessa espada não é o ferro, mas a honradez dela. É um símbolo e tanto.

 

E entendi o ponto do Genesis, de fazer tudo aquilo, porque ele está completamente desesperado de estar ficando com o cabelo branco, degradando... Não se pode julgar muito bem uma pessoa nessas condições, porque sabe-se lá o que faríamos nós.

 

Preciso de um remédio pra curar minha empatia.

 

Ah, print dessa coisinha linda.

ULUS10336_00003.jpg

E PRINT DO EMAIL MAIS LEGAL DO JOGO.

ULUS10336_00002.jpg

Vocês não têm noção do quanto eu dei risada disso, porque é muito coisa de fã querer saber até do shampoo que o ídolo usa.

Aliás, KAMIJO usa Clear, mas já usou Lux.

E me senti totalmente fã do Sephiroth respondendo tudo certinho de primeira pra mulher representante do fã club. Foi muito legal. Isso depois de achar o último espião...

 

Depois eu volto.